#Comportamento – AUTO ESTIMA, AUTO ESTIMA, AUTO ESTIMA!!!!!

tumblr_lt4iqqmNGk1qzpe8uo1_500

Gente, tudo bem?

Hoje eu vou falar um pouco com vocês, sobre auto estima, afinal de contas tudo que queremos é recupera la não é mesmo?

Então vamos lá?

É da natureza humana achar sempre que “a grama do vizinho é mais verde”. É da natureza humana acreditar que o outro é mais bonito, que tem uma vida melhor, uma relação melhor, uma profissão melhor. Sim, o normal é crer que o outro, sempre o outro, é melhor. E é também da natureza humana aceitar muito mais os “defeitos” do outro do que os próprios. Sim, a “autoaceitação” é um processo muito difícil.

Desde cedo somos condicionados a criar mundos e histórias diferentes dos reais, talvez até numa tentativa de mascarar uma realidade insuportável, uma vida insustentável. Ninguém é ensinado a amar e valorizar a sua beleza, mas sim a beleza que é socialmente imposta. Ninguém é ensinado a valorizar o que se é, mas sim, o que se deve ser e é daí que começa o erro.
Dia após dia, meninas e mulheres compram roupas de que não gostam, porque precisam estar na moda, usam sapatos sem o menor conforto, porque o bonito é usar salto, usam maquiagens que, ao invés de realçar as suas belezas, as transformam em outras pessoas porque bonito mesmo é ter a boca da atriz A, o olho da atriz B, o nariz da atriz C.
Mais do que isso, dia após dia as pessoas vivem vidas que não são as suas, simplesmente porque não conseguem se aceitar como são e isso, como não poderia deixar de ser, só gera malefícios, porque a perda de identidade é quase certa, o vazio está sempre presente e a vida tende a mesmo a degringolar.
O interessante é que as pessoas não se aceitam justamente para serem aceitas pelos outros.Elas se transformam no que não são, fazem o que não gostam e escondem o que são para serem aceitas socialmente.
Apesar de absurdo, esse é um comportamento facilmente compreendido, já que o que todo mundo quer, afinal, é “fazer parte”, é ser aceito pelo outro, pelo grupo, pela sociedade.
Mas vale muito mais a pena bancar os próprios valores e ser exatamente o que se é, mesmo que essa bagagem toda seja bem diferente das outras pessoas, porque só assim se pode viver uma vida de verdade, sem fingimentos e sem máscaras.
Sim, se aceitar é, muitas vezes, não ser aceito pelo outro, mas, nesse caso, isso vale muitíssimo a pena, porque é assim que se vive a própria verdade. Sim, porque quem não se aceita, vive a verdade do outro e vive cheio de máscaras que, cedo ou tarde, caem por terra.
E, a verdade do outro é sempre a sua própria mentira, o que gera angústia, medo, vergonha, falta de espontaneidade, de dignidade, de autoestima e “autoamor”. E esse é um preço muito alto a se pagar, para ser aceito pelo que não se é.
Aceite a você mesmo, com todos os supostos defeitos, erros e limitações, aceite a pessoa que você é, os gostos que você tem, os valores nos quais você acredita. Aceite, enfim, a si mesmo de forma completa e só assim você viverá de forma completa.

Beijos! 

wpid-logo-clin-peq19

Anúncios

Marcado:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: