#Saúde – 10 coisas que você precisa saber sobre reposição hormonal!

download (6)

Olá meninas tudo bem?

Hoje o assunto é reposição hormonal, porque? Estive conversando com minha mãe e minhas tias que sofrem com a menopausa, literalmente sofrem e minha mãe comentou comigo que havia esse tratamento, já minha tia disse que é um pouco contra pois meche com os hormônios e isso pode alterar outras coisas, e enfim percebi que há muitas duvidas nesse assunto, então lá fui eu pesquisar e compartilhar com vocês que também tem alguma duvida sobre isso, pois amanhã serei eu na menopausa então já vamos nos preparar,rs.

Então resolvi fazer uma lista de coisas que vocês precisam saber sobre esse assunto, afinal de contas assim tiramos nossas duvidas e já ficamos a par de tudo.

Embora seja uma fase natural da vida para todas as mulheres, a menopausa – fase em que o corpo para de produzir os hormônios estrógeno e progesterona – é vista de modo negativo por muitas mulheres pelo fato dela vir acompanhada de sintomas desagradáveis. Pensando nisso foi desenvolvido um tratamento para aliviar essa etapa, a chamada terapia de reposição hormonal, o que é isso?

Veja:

1. De acordo com o Comitê de Nomenclaturas da Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia, a menopausa é a fase em que a mulher passa do estágio reprodutivo para o não reprodutivo.

2. Os principais sintomas que identificam a menopausa começam a acontecer entre 45 e 55 anos.

3. Os principais sintomas dessa fase são a parada das menstruações, ondas de calor e suores noturnos, insônia, diminuição no desejo sexual, irritabilidade, depressão, osteoporose, ressecamento vaginal, dor durante o ato sexual e diminuição da atenção e memória. Esses sinais podem variar de mulher para mulher.

4. A diminuição na produção hormonal na menopausa aumenta as chances do aparecimento de doenças cardiovasculares e da osteoporose.

5. O tratamento existe com a finalidade de aliviar os sintomas e não de cessar o processo da menopausa.

6. As doenças cardiovasculares e a osteoporose também podem ser prevenidas com o tratamento, já que melhora a quantidade do cálcio no esqueleto, age beneficamente nos níveis do colesterol bom (HDL) e diminui a possibilidade de doença coronariana.

7. O tratamento é geralmente realizado com dosagens relativamente baixas deestrógenos, por via oral ou transdérmica (adesivos sobre a pele ou gel).

8. O tratamento também pode ser feito com implantes hormonais, método menos utilizado no nosso meio.

9. Para as mulheres que retiraram o seu útero, não há necessidade da reposição da progesterona. Já as pacientes que não fizeram esse procedimento devem receber, além do estrogênio, a progesterona ou um progestágeno sintético.

10. Não há consenso quanto ao tempo que deve ser mantida a terapia hormonal, que deve ser decidido caso a caso.

wpid-logo-clin-peq191

Anúncios

Marcado:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: