Arquivo mensal: março 2014

#Saúde – Violencia domestica, denuncie!

20140328-221917.jpg

Olá meninas, tudo bem? Hoje o assunto é muito sério, já estou pra fazer essa pauta a um tempo, recebi alguns relatos que me chocaram e então percebi a necessidade de faze lo, e então fui pesquisar, para fazer um post bem completo.
Eis que, pesquisando eu vi uma matéria muito bacana e vou compartilhar aqui com vocês, porque achei ela perfeita e bem explicativa.

20140328-222815.jpg

A violência doméstica é um problema universal que atinge milhares de pessoas, em grande número de vezes de forma silenciosa e dissimuladamente.

Trata-se de um problema que acomete ambos os sexos e não costuma obedecer nenhum nível social, econômico, religioso ou cultural específico, como poderiam pensar alguns.

Sua importância é relevante sob dois aspectos; primeiro, devido ao sofrimento indescritível que imputa às suas vítimas, muitas vezes silenciosas e, em segundo, porque, comprovadamente, a violência doméstica, incluindo aí a Negligência Precoce e o Abuso Sexual, podem impedir um bom desenvolvimento físico e mental da vítima.

Segundo o Ministério da Saúde, as agressões constituem a principal causa de morte de jovens entre 5 e 19 anos. A maior parte dessas agressões provém do ambiente doméstico. A Unicef estima que, diariamente, 18 mil crianças e adolescentes sejam espancados no Brasil. Os acidentes e as violências domésticas provocam 64,4% das mortes de crianças e adolescentes no País.

A vítima de Violência Doméstica, geralmente, tem pouca auto-estima e se encontra atada na relação com quem agride, seja por dependência emocional ou material. O agressor geralmente acusa a vítima de ser responsável pela agressão, a qual acaba sofrendo uma grande culpa e vergonha. A vítima também se sente violada e traída, já que o agressor promete, depois do ato agressor, que nunca mais vai repetir este tipo de comportamento, para depois repetí-lo.

Violência física é o uso da força com o objetivo de ferir, deixando ou não marcas evidentes. São comum murros e tapas, agressões com diversos objetos e queimaduras por objetos ou líquidos quentes. Quando a vítima é criança, além da agressão ativa e física, também é considerado violência os atos de omissão praticados pelos pais ou responsáveis.

Apesar de nossa sociedade parecer obcecada e entorpecida pelos cuidados com as crianças e adolescentes, é bom ressaltar que um bom número de agressões domésticas são cometidos contra os pais por adolescentes, assim como contra avós pelos netos ou filhos. Dificilmente encontramos trabalhos nessa área.

O abuso do álcool é um forte agravante da violência doméstica física. A Embriagues Patológica é um estado onde a pessoa que bebe torna-se extremamente agressiva, às vezes nem lembrando com detalhes o que tenha feito durante essas crises de furor e ira. Nesse caso, além das dificuldades práticas de coibir a violência, geralmente por omissão das autoridades, ou porque o agressor quando não bebe “é excelente pessoa”, segundo as próprias esposas, ou porque é o esteio da família e se for detido todos passarão necessidade, a situação vai persistindo.

Também portadores de Transtorno Explosivo da Personalidade são agressores físicos contumazes. Convém lembrar que, tanto a Embriagues Patológica quanto o Transtorno Explosivo têm tratamento. A Embriagues Patológica pode ser tratada, seja procurando tratar o alcoolismo, seja às custas de anticonvulsivantes (carbamazepina). Estes últimos também úteis no Transtorno Explosivo.

A Violência Psicológica ou Agressão Emocional, às vezes tão ou mais prejudicial que a física, é caracterizada por rejeição, depreciação, discriminação, humilhação, desrespeito e punições exageradas. Trata-se de uma agressão que não deixa marcas corporais visíveis, mas emocionalmente causa cicatrizes indeléveis para toda a vida.

As ameaças de agressão física (ou de morte), bem como as crises de quebra de utensílios, mobílias e documentos pessoais também são consideradas violência emocional, pois não houve agressão física direta. Quando o(a) cônjuge é impedida(a) de sair de casa, ficando trancado(a) em casa também se constitui em violência psicológica, assim como os casos de controle excessivo (e ilógico) dos gastos da casa impedindo atitudes corriqueiras, como por exemplo, o uso do telefone.

Outra forma de Violência Emocional é fazer o outro se sentir inferior, dependente, culpado ou omisso é um dos tipos de agressão emocional dissimulada mais terríveis. A mais virulenta atitude com esse objetivo é quando o agressor faz tudo corretamente, impecavelmente certinho, não com o propósito de ensinar, mas para mostrar ao outro o tamanho de sua incompetência. O agressor com esse perfil tem prazer quando o outro se sente inferiorizado, diminuído e incompetente. Normalmente é o tipo de agressão dissimulada pelo pai em relação aos filhos, quando esses não estão saindo exatamente do jeito idealizado ou do marido em relação às esposas.

A violência verbal normalmente se dá concomitante à violência psicológica. Alguns agressores verbais dirigem sua artilharia contra outros membros da família, incluindo momentos quando estes estão na presença de outras pessoas estranhas ao lar. Em decorrência de sua menor força física e da expectativa da sociedade em relação à violência masculina, a mulher tende a se especializar na violência verbal mas, de fato, esse tipo de violência não é monopólio das mulheres.

Por razões psicológicas íntimas, normalmente decorrentes de complexos e conflitos, algumas pessoas se utilizam da violência verbal infernizando a vida de outras, querendo ouvir, obsessivamente, confissões de coisas que não fizeram. Atravessam noites nessa tortura verbal sem fim. “Você tem outra(o) …. você olhou para fulana(o) … confesse, você queria ter ficado com ela(e)” e todo tido de questionamento, normalmente argumentados sob o rótulo de um relacionamento que deveria se basear na verdade, ou coisa assim.

Na maioria os agressores são homens (67,4%), cônjuge e/ou ex-cônjuge da vítima. Não há trabalhos explícitos sobre incidência de patologias psiquiátricas nos agressores, entretanto, considera-se válido que os agressores se dividem entre portadores de: Transtorno Anti-social da Personalidade, Transtornos Explosivo da Personalidade (Emocionalmente Instável), Dependentes químicos e alcoolistas, Embriagues Patológica, Transtornos Histéricos (histriônico), Outros transtornos da personalidade, tais como, Paranóia e Ciúme Patológico.

Outra forma de violência cometida contra crianças e adolescentes é a psicológica. Ela ocorre, por exemplo, quando os adultos usam ameaças ou estratégias semelhantes para exigir que a criança obedeça a um comando, quando eles comparam as crianças a outras, depreciando-as, ou quando lhes negam afeto. A terceira forma mais importante de violência doméstica é a Negligência, que acontece quando os responsáveis deixam de prover os recursos mínimos, como por exemplo alimentação, atenção e higiene, ou a conhecida Negligência Precoce, que diz respeito à oferta de atenção afetiva.

Portanto, a questão da negligência não deve ser atribuída exclusivamente à pobreza material dos pais. O não proporcionar recursos materiais devido à pobreza, não caracteriza a Negligência mas sim a carência, uma vez que tais recursos seriam providos caso houvessem. Negligência é a atitude omissa, seja materialmente, seja afetivamente (Negligência Material e Negligência Emocional). Inúmeros trabalhos mostram que o apoio afetivo, o carinho e o amor são tanto ou mais essenciais para o desenvolvimento da pessoa quanto a mesa farta.

A Violência Física engloba ainda outros atos de verdadeiro sadismo, como por exemplo queimaduras com pontas de cigarro, água fervendo, privação de comida e água, etc. A atitude de agredir, covardemente prevalecida da maior força física dos pais pode resultar em severos traumatismos. São casos onde adultos que batem com a cabeça ou atiram a criança contra a parede. Muitas vezes essas trucidades levando à morte.

Um dado muito curioso é que em São Paulo, 28% das mulheres agredidas fizeram aborto, contra 8% das pernambucanas. Mais de 20% das vítimas, nas duas regiões, nunca relataram a violência a ninguém e, quando o fizeram, procuraram por amigos e familiares. Polícia, hospitais ou centros de saúde, igreja, serviços jurídicos, delegacia de defesa da mulher e justiça foram outras instituições procuradas.

Entre as usuárias de 19 serviços de saúde pública na Grande São Paulo, 40% das mais de 3.000 mulheres entrevistadas relataram violência física ou sexual cometida pelo parceiro. É um dado alarmante se considerarmos ser quase metade das usuárias desses serviços, no entanto, dos 1.902 prontuários médicos investigados, apenas quatro apresentavam registros de violência física e dois de violência sexual. Entre as mulheres que já engravidaram, 17% foram agredidas durante a gravidez. Além disso, 20% relatou violência física e/ou sexual cometida por estranhos.

As mulheres que sofrem violência podem procurar qualquer delegacia, mas é preferível que elas se dirijam às Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAM), também chamadas de Delegacias da Mulher (DDM). Há também os serviços que funcionam em hospitais e universidades e que oferecem atendimento médico, assistência psicossocial e orientação jurídica.

Fonte:
Ballone GJ, Ortolani IV, Moura EC – Violência Doméstica – in. PsiqWeb, Internet, disponível em http://www.psiqweb.med.br, revisto em 2008

wpid-logo-clin-peq19
.

Anúncios

#Beleza – Glambox Fevereiro by Payot – Review

20140315-155309.jpg

Olá meus amores como vão?
Olha o que chegou aqui em casa, e os olhinhos brilharam rs.
Genteeeeee no mês de Fevereiro, a Glam me surprendeu! A Payot faz aniversário de 60 anos no mercado e a edição deste mês veio recheada de produtos FULL SIZE da marca, e confesso a vocês que essa edição foi a melhor que eu recebi, percebo uma grande evolução da Glambox durante esses meses, cada mês uma surpresa positiva diferente, e nesse mês o produto que eu estou amando é shampoo purificante e anti resíduo de gengibre e chá verde, meninas foi uma coincidência que até meu marido comentou.

20140315-161435.jpg

Na semana anterior da chegada da glam aqui em casa, ele falou:
– Amor você precisa comprar um shampoo anti resíduo.
(Pois meu cabelo depois que fiz as luzes ficou aparentemente mais oleoso)
E, tchanrã: ganhei o shampoo perfeito!
Amei e com certeza vou compra lo novamente, ele deixou os meus cabelos bem soltinhos, parecendo quando lavo no salão, a escova perfeita e o cheirinho huuuuum de limpeza e herbal!
Esse shampoo é aquele pra você dar um sustinho no cabelo 1 vez por semana, ai quando volta pro shampoo normal ele fica lindo e muito brilhoso! Amei e super indico!
O preço dele está na faixa para shampoos dessa categoria e sai por aproximadamente R$ 15,90 / 300ml.

20140315-161515.jpg

Além do shampoo que amei, veio 3 makes que sinceramente escolheram a dedo para mim, rs.
Um duo de sombras com as cores que mais gosto, uma iluminadora champanhe, e outra um marrom quase roxo tipo beringela. Elas são bem acetinadas, a marrom é bem pigmentada e a champanhe é bem brilhosa.
O preço sai por R$ 38,32 / 4g, e vale super a pena porque o estojo é lindo e tem um espelho que é perfeito pra levar na bolsa.
A lapiseira preta contém silicone e vitamina E, adoro o fato de não ter que apontar e é bem pigmentada, eu uso também como delineador e fica ótimo! Já conhecia o produto e sou suspeita para falar!
O preço sai por R$ 21,90 / 1 unidade.
Gente eu amo Nude, e esse brilho labial combinou perfeitamente com meu batom da mac cremesheen modesty, tem uma ótima durabilidade e senti que dá uma bela hidratada nos lábios que no meu caso são rachados.

20140315-163300.jpg

Além desses produtos ainda recebi duas amostrinhas de dois produtos que segundo minhas pesquisas prometem maravilhas, o primeiro foi o protetor facial diário Photodéfense fps 20, que eu ainda não experimentei, mas pelo que vi todas que receberam adoraram, o preço dele é de aproximadamente R$71,90 / 100g.
O segundo produto foi o primer facial Princier, percebi que ele proporciona um visível fechamento dos poros e segura a make por mais tempo, além de tirar aquele brilho da pele, ele custa por volta de R$53,90 / 30g.

20140315-164338.jpg

Nã preciso ressaltar novamente que adorei né?

A edição passível de assinatura é a de Abril: será uma edição LIMITADA, então tem que correr antes que acabe! Já estou curiosa para saber o que virá! Se você ainda não é assinante, garanta a sua Glambox de Páscoa! AQUI.

Lembrando que a GLAMBOX tem parceria com muitas marcas nacionais e internacionais como: Lancôme, Avène, Granado, Revlon, L’Occitane, Moroccanoil, O.P.I, Sisley, Sol de Janeiro, Vichy, SpectraBAN, Vyvedas, etc.

Nem todas recebem a caixa igual, alguns produtos podem ser diferentes de uma caixa para outra, pois na hora de fazer o cadastro no site você preenche algumas questões de beleza, assim você receberá produtos adequados ao seu perfil.

E quem assina a Glambox ainda recebe pontos para trocar por produtos no site. Legal né? Tem inúmeros produtos para trocar, desde marcas nacionais como internacionais. Não fique de fora e garanta a sua GLAMBOX AQUI.

Por enquanto é isso meninas, beijinhos.

20140315-183322.jpg

Produção por Bianca Justino.
Make, Payot por Glambox.

banner

#Saúde – Vacinação contra o HPV para meninas de 11 a 13 anos começa hoje em todo o País.

Olá meus amores como vão?

Hoje o assunto é sério, e gostaria da colaboração de todas vocês para avisarem quem tem filha nessa idade, ou você que nos lê agora, e tem entre 11 e 13 anos, não deixe e de se prevenir e tomar essa vacina ok?

Vamos ver como ela funciona?

De acordo com o Ministério da Saúde, postos e escolas oferecerão imunização.

A Meta é vacinar 80% do público-alvo que é formado por 5,2 milhões de meninas!

Meninas de 11 a 13 anos de idade poderão receber gratuitamente a vacina contra o HPV (papiloma vírus humano) nas escolas e nos 36 mil postos de saúde de todo o País a partir desta segunda-feira (10). A vacinação deverá acontecer até abril.

Para atingir a meta de vacinar 80% do público-alvo, formado por 5,2 milhões de meninas, o Ministério da Saúde está incentivando secretarias estaduais e municipais de saúde, em parceria com as secretarias de educação, a promoverem a vacinação nas escolas.

Em São Paulo, o Governo do Estado de São Paulo informou que deverá imunizar cerca de 800 mil meninas. O número corresponde a 80% do total de 1.010.397 de adolescentes paulistas do sexo feminino que constituem o público-alvo da vacinação.

Entre esta segunda-feira e 10 de abril aproximadamente 5.000 postos de saúde, com horário de funcionamento das 8h às 17h, estarão disponíveis para aplicação da primeira dose.

Caso a instituição ofereça a vacinação, a escola terá o direito de definir seu próprio calendário e informar aos pais. Além disso, o Ministério da Saúde ressaltou que os responsáveis que não concordarem com a imunização devem preencher um termo de recusa e entregar na escola. Segundo a pasta, a autorização não é necessária porque a vacina é um direito da adolescente previsto em lei.

Vacina contra HPV ainda gera polêmica entre especialistas

Leve o cartão de imunização

No caso do posto de saúde, para receber a dose, basta apresentar o cartão de vacinação ou o documento de identificação. Cada adolescente deverá tomar três doses para completar a proteção, sendo a segunda seis meses depois da primeira, e a terceira cinco anos após a primeira dose. Para o primeiro ano de campanha, o Governo Federal adquiriu 15 milhões de doses. A pasta reforça que a vacina estará disponível o ano todo nos postos de saúde.

Em 2015, a vacina passa a ser oferecida para as adolescentes de nove a 11 anos e, em 2016, às meninas de nove anos.

HPV pode ser transmitido pelo contato com a pele, alerta médica

Vírus HPV

O vírus HPV é uma das principais causas do câncer de colo do útero, terceiro tipo mais frequente entre as mulheres. O SUS vai ofertar a vacina quadrivalente, recomendada pela Opas (Organização Pan-Americana de Saúde), que confere proteção contra quatro subtipos (6, 11, 16 e 18). Os subtipos 16 e 18 são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo do útero em todo o mundo.

Fonte:

http://noticias.r7.com/

wpid-logo-clin-peq19

 

 

#Comportamento – Feliz dia internacional das mulheres!!!

20140308-221832.jpg

Olá queridas!
Não poderia deixar passar em branco um dia tão especial não é verdade?
É obvio que todo dia é nosso dia, e que somos sempre muito especiais, mas como é bom saber que temos um dia no ano para nos representar, para representar nossa luta diária, nossa força, nossa evolução!
Yeah, vamos dominar o mundo!

20140308-222211.jpg

Ser mulher, é ser intensidade, é ser o próprio sentimento em forma humana, é sentir o coração como mandante de todos os crimes, ser rebeldia sem causa, rebelião com motivo e hora marcada, ser o próprio sofrimento em carne e osso.
Vulcão de sensações, desejos, duvidas, carencias, sensibilidade e força!

20140308-222754.jpg

Todos os dias nos deparamos com diversas dificuldades, nós somos muitas vezes a própria dificuldade, enfrentamos nossos medos, nossas limitações e buscamos nossos sonhos com fé e muita determinação!
Somos seres superiores, capazes de gerar e dar a vida a um outro ser…

20140308-223730.jpg

Capazes de amar incondicionalmente alguém, antes mesmo de o conhecer, dedicar a vida, o tempo, o cuidado, a alma por um filho, dar continuidade a vida e o amor!

20140308-224246.jpg

Revoltas, conflitos, sedução, poder…
Fragilidade, conformismo, bom humor, de presidente a dona de casa…
Um dia como todos deveriam ser, sermos valorizadas, amadas e compreendidas!

20140308-224810.jpg

O mistério da humaninade!
Quando nasce uma mulher o sol ilumina o dia, pois sabe que o sofrimento que ela irá enfrentar será inevitavel, respeito, deveria e deve ser cultivado, independente do temperamento de cada um!

20140308-225414.jpg

Relacionamentos?!
Ah, relacionamentos, tão diferentes somos nesse sentindo, apenas humanas, apenas almas tentando se encontrar, almas tentando amar, completar, sentir, viver essa luz, independente do sexo, da idade, da cor, da condição financeira, do estilo, das crenças, de todas as diferenças estamos sempre buscando a mesma afeição.

20140308-230128.jpg

É isso, meninas somos muito especiais e merecemos muito esse nosso dia!
Até a próxima!

wpid-logo-clin-peq191

#comportamento – Instaresumo: Fevereiro 2014

Olá meninas tudo bem?
Esse mês dei uma atrasadinha no post, mas por motivos carnavalescos totalmente compreensiveis, né rs?
Bom passada as festividades de fevereiro vamos ver como foi esse mês?
Esse post com certeza é o mais divertido pra mim, porque fico relembrando junto com vocês tudo que aconteceu durante o mês e graças a Deus cada mês que passa uma história de vitoria diferente!
Vamos lá?

20140306-184132.jpg

Nas fotos acima:

*o inicio da novela Em família que me marcou mostrando a dor de perder um filho de uma forma tão real que fiquei até emocionada!
*o meu amor pelo O Rappa que tem sempre uma letra de musica escrita pra mim!
*meus wonderlands cupcakes que minha prima formada em gastronomia fez especialmente para mim!
*minha tattoo lindona que tem um super post ai em baixo e não podia faltar aqui né?!

20140306-184602.jpg

Nas fotos acima:

*meus livros maravilhosos que ganhei do momossauro, já terminei A culpa das estrelas com uma certa revolta confesso!
*meu cocopa de lady sqn!
*A cabana já comentei aqui meu livro preferido de cabeceira!
*minha alma de artista tem aflorado e resolvi desenhar bastante futuramente pretendo fazer um curso de ilustração.

20140306-185026.jpg

Nas fotos acima:

Ser mulher é…
*unha da semana
*dia de princesa no C. Kamura (tem post de transformação no forno!)
*vício em make! Mas nunca pode esquecer de fazer aquela limpa! Usar make vencida pode dar uma baita alergia na pele!
*mesma coisa com esmaltes!!!! Sempre jogar fora e doar os que não se usa!

20140306-185419.jpg

Nas fotos acima:
*Dukan em minha vida!
*refeições saldáveis sempre presentes no meu insta!
*brigadeiro de wey pra matar a formiga e ter um pré treino animal!
*Sabrinão virou poster de incentivo aqui em casa!

Bom meus amores por enquanto é isso, espero que tenham gostado e no fim do mês tem mais um resumo!
Beijinhos!

wpid-logo-clin-peq191