Arquivo mensal: janeiro 2017

#Saúde: O que ocasiona a queda de cabelos?

O que ocasiona a queda de cabelos?

Cabelo bonito é cabelo saudável

queda 2.jpg

 A queixa de queda de cabelos é a mais comum no consultório dermatológico. É importante lembrarmos que nem sempre é sinônimo de doença dos cabelos ou do couro cabeludo. Pode simplesmente ser parte do ciclo natural do pelo, que consiste em fases de crescimento (anágena), transição (catágena), repouso e queda (telógena). Após essa queda “esperada” do fio de cabelo outro é reposto no lugar com as mesmas características (espessura, tamanho final, consistência).

Então quando devemos nos preocupar com a queda? Devemos nos preocupar quando há um aumento na queda, diminuição no volume dos cabelos, afinamento dos cabelos, a presença de cabelos fracos e quebradiços, inflamações do couro cabeludo e áreas sem cabelos. Existem fatores internos e externos que podem ocasionar um aumento na queda capilar. Dentre os fatores internos, quer dizer da própria pessoa, destacam-se alterações nutricionais como carências alimentares, regimes prolongados e restritivos, alterações emocionais, como ansiedade e depressão, alterações hormonais, como em doenças da tireoide, alterações genéticas, como a calvície, alterações inflamatórias como a dermatite seborreica (a famosa caspa) e outras inflamações do couro cabeludo e dos cabelos. Dentre os fatores externos, estão as agressões físicas ao fio de cabelo, desde a exposição ao sol, poluição, o desgaste natural das lavagens e secagens do cabelos, chapinhas, alguns alisamentos e agressões químicas como tinturas e alisamentos.

 

Nas mulheres, a Calvície Feminina acomete cerca de 80% após a puberdade e pode passar despercebida pela paciente por muitos anos.

Nas pacientes portadoras do gene da calvície, a doença começa a se manifestar na adolescência; lenta e progressivamente os cabelos vão afinando. Depois de alguns anos começa uma queda mais intensa de cabelos que, associada a uma reposição anormal dos fios, leva a uma diminuição drástica da quantidade e volume capilar. Esse quadro começa logo após a puberdade. Porém, as alterações clínicas só são percebidas – em geral – após os trinta anos. Clinicamente, uma rarefação (diminuição) dos cabelos só é observada quando a paciente já perdeu cerca de 30% de seus fios.

Alguns sinais indiretos de uma calvície inicial são: o afinamento progressivo, que pode ser notado visualmente nos cabelos que caem, na diminuição progressiva do rabo de cavalo e do tempo de secagem dos fios. Após a menopausa esse quadro tende a acelerar.

Através da clínica e um conjunto de exames – chamado de Estudo Tricológico – é possível um diagnóstico precoce, que possibilita um tratamento adequado a cada caso e muito mais eficaz.

O diagnóstico precoce e o início do tratamento são importantes para evitar a progressão da doença.

Perguntas mais frequentes sobre a queda de cabelo:

Quais atitudes das mulheres podem piorar a queda de cabelos?

 É muito comum, com o aumento da queda de cabelos, a interrupção na lavagem, pois as pacientes ficam preocupadas com a quantidade que pode cair durante o banho. Essa atitude associada ao estresse causado pelo aumento da queda, pode piorar a dermatite seborreica, causando uma queda ainda mais acentuada.

E a quebra dos fios? Como ocorre e por que?

A quebra dos fios é consequência de uma agressão importante do cabelo. Normalmente não é causada por um agente somente. O desgaste natural (sol, frio, poluição, lavagens, secagens, ato de pentear) associados às agressões químicas – como tinturas e alisamentos – podem causar a quebra e enfraquecimento do cabelos, pois destroem a estrutura básica do fio. Isso resulta em um cabelo sem brilho, opaco, quebradiço e fraco. O mais  importante é a interrupção imediata das agressões.  

Qual a consequência do uso de chapinha, secadores e babyliss nos cabelos?

O uso prolongado e exagerado pode causar desgaste e quebra do fio, deixando os cabelos sem brilho e fracos, podendo levar até a um aumento da queda e posteriormente a uma perda capilar irreversível.

Quais os piores danos causados pelo uso de química, coloração e outros produtos no cabelo?

Os piores danos são a destruição do fio, quebra e enfraquecimento.

O que você sugere para as mulheres que estão sofrendo com queda ou quebra do cabelo?

É muito importante descobrir o motivo da queda de cabelos para que seja iniciado o tratamento adequado o mais breve possível, além da interrupção das agressões químicas e físicas. Em ambos os casos é necessária a consulta com um dermatologista para o diagnóstico e tratamento adequado. 

Existem remédios, xampus ou vitaminas que podem ser usados nestes casos e realmente promovem melhora?

Existem sim! Após um exame clínico com o especialista, a investigação adequada e a  descoberta da causa, os tratamentos são efetivos e promovem a melhora. O importante é a identificação da causa, pois o tratamento vai variar de acordo com o problema apresentado. Por exemplo, no caso da calvície, tanto masculina quanto feminina, podemos usar medicações especificas através de loções, xampus e comprimidos. Em cabelos quebradiços e fracos, decorrentes de alterações nutricionais, por exemplo, o uso de vitaminas especificas e máscaras capilares hidratantes pode ajudar.

wpid-logo-clin-peq191 (1)

Anúncios

#Cultura: Coletivo cria e alimenta uma lista de onde ouvir Jazz todos os dias em São Paulo

Procurando algo para fazer no Sabadão? Que tal um jazz? Quinta-feira, fim de semana chegando, bora pro jazz? E segunda, será que tem som bom em São Paulo? Ah, tem! A capital está cheia de músicos de qualidade se apresentando, e você pode conferir uma agenda completa no Um Jazz Por Dia.

970518_365905840228536_5323909737957510962_n

A página surgiu para brindar os seguidores com uma dose diária de boa música, e, para sair do virtual e dar uma força para quem se dedica à arte, criou uma agenda aberta a todos em que divulga apresentações em toda a cidade.

13423085_249925152058927_1978365851_n

Tem rolê barato, caro e de graça. No centro, na Vila Madalena, no Itaim… só em janeiro foram 104 shows marcados na agenda! Clicando no nome de cada um você acessa as informações de cada evento, e, se usar o Google Calendar, já consegue adicionar o lembrete em sua página por lá mesmo. Vale conferir!

12795500_588072891345162_5979147889337827288_n

Clique aqui e acesse!

(Fotos: Reprodução)

Créditos: Hypeness

wpid-logo-clin-peq191 (1)

#Comportamento: Depois de se sentir uma estranha na maternidade, fotógrafa decide retratar mães modernas

Quando tinha 23 anos, Celia Sanchez se tornou mãe e se sentiu completamente diferente das outras mães.

Quando eu levava meus filhos para a creche, eu me sentia como se eu não fosse como as outras mães“, contou ao UpWorthy. “Eles eram muito mais velhas e eu me sentia um pouco distante delas. Me diziam muitos ‘Oh, você é tão jovem para ser uma mãe,’ e ‘Você realmente não se parece com uma mãe’… Mas sempre pensei ser tolice dizer que alguém não se parece como uma mãe”.

Motivada pelos olhares de julgamento que recebia, Sanchez estendeu a mão a amigas e mulheres desconhecidas para um projeto de fotografia muito poderoso. A série de fotos intitulada “Devotada” apresenta mães ‘não típicas’ e seus filhos. Repletas de tatuagens e cabelos diferentes, essas mulheres não parecem mães comuns à primeira vista e este é justamente o objetivo.

maes-1

Nos últimos três anos, Sanchez clicou as mulheres sozinhas acompanhadas de seus filhos e espera que o trabalho incentive as pessoas a reconsiderar suas primeiras impressões.

Eu conhecia mães que não se pareciam com uma ‘mãe típica’ e sempre quis fotografá-las para lhes mostrar que ninguém precisa procurar uma determinada maneira de ser mãe“, disse ela.

Confira o trabalho da fotógrafa:

maes-2

maes-3

maes-4

maes-5

maes-6

maes-7

maes_menor

Todas as fotos © Celia Sanchez

Créditos: Hypeness

#Beleza: Tattoo vs Verão

Faça tatuagem quando quiser – mesmo no verão!
Paulão Tattoo, do estúdio Soul Tatto Art & Café, desmistifica a realização de tatuagens nesta época do ano!

Modelo Luize Altenhofen / Imagem: Divulgação

Muitas pessoas afirmam que tatuagem e sol não combinam… Que o verão é a pior época para se tatuar… Que tomar sol logo após fazer a tatuagem pode gerar infecções, queloides, manchas e desbotar o desenho. Mas a verdade é que essas afirmações já se tornaram ultrapassadas.

Segundo o tatuador do estúdio Soul Tattoo Art & CaféPaulão Tattoo, antigamente as tatuagens levavam cerca de 15 a 20 dias para cicatrizar, pois eram procedimentos mais agressivos. Hoje, com a evolução dos materiais, esse período caiu para 3 a 5 dias, sendo quase como uma esfoliação, e que já nem faz mais tanta ‘casquinha’. O que pode acontecer nos casos em que a pessoa toma sol sem proteção é a mudança da cor da tatuagem. “Na verdade, com uma longa exposição ao sol, os pigmentos podem tomar uma tonalidade mais escura. Por isso é fundamental que a pessoa use um protetor ou bloqueador solar, para manter a cor”, explica o tatuador.

Usar protetor ou bloqueador solar – independente se a tatuagem é nova ou antiga – é importante para todas as pessoas, o ano todo, evitando assim problemas causados pelos raios solares, para proteger o desenho, a pele e a pigmentação. Mas não é preciso ficar mais tanto tempo sem poder se expor ao sol.

O verão é a estação perfeita para mostrar aquela tatuagem. Veja a seguir alguns cuidados que você deve ter durante todo o ano para que sua tatuagem fique mais bonita:

– Mantenha a tatuagem (e sua pele) protegida do sol, limpa e hidratada.

– Não é necessário exagerar na hora de passar o bloqueador solar. Não é a quantidade que determina a proteção, mas o fator e a quantidade de vezes que você reaplica. Use em todo o corpo.

– Produtos específicos para tatuagem são muito indicados já que têm o necessário garantir uma boa hidratação e proteção tanto para o desenho quanto para a pele.

– Você também pode usar um hidratante corporal em cima da tattoo, para revitalizar o desenho. O ideal é usar produtos bem emolientes, já que a pele ressecada pode gerar descamação, o que prejudica a qualidade de seu desenho!

Como a tatuagem já se tornou um adorno corporal e a época em que as pessoas mais expõem seus desenhos é no verão, hoje, o mercado já disponibiliza produtos específicos para proteção da tatuagem contra ao sol.

Sobre o Soul Tattoo Art & Café:

O Soul Tattoo Art & Café surgiu da ideia de oferecer aos amantes da tatuagem um novo conceito em estúdio, algo que remeta à experiência da estadia em um hotel boutique. Fugindo do convencional e integrando a tatuagem a outras formas de arte, integra os conceitos de galeria, gastronomia, decoração, moda e design de joias em um lounge aconchegante, com acesso a livros e revistas enquanto degusta um café gourmet ao som de músicas ecléticas e livre acesso à rede Wi-Fi. Tudo pensado para deixar a sua visita mais agradável! O charmoso studio localizado em Pinheiros, na Rua Oscar Freire, 2203.

Informações: www.soultattoo.com.br – www.facebook.com/Soultattooartecafe – www.instagram.com/soultattooartecafe/

wpid-logo-clin-peq191 (1)