#Saúde: Dia Nacional da Mamografia reforça a importância do diagnóstico precoce

MAMOGRAFIA.jpg

Dia Nacional da Mamografia reforça a importância do diagnóstico precoce

A mamografia é o exame mais utilizado mundialmente para a detecção do câncer de mama
Quando detectado no início, a taxa de cura pode chegar a 100%

No dia 05 de fevereiro é celebrado o Dia Nacional da Mamografia. Instituído em 2013, a partir do projeto de lei da Deputada Federal Maria do Rosário (PT-RS), a data busca conscientizar mulheres sobre a importância da realização dos exames para a prevenção do câncer de mama. De acordo com o INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é a principal forma da doença em mulheres em todo o mundo, e também no Brasil. A falta de diagnóstico precoce torna o índice de morte muito mais alto: em 2016, foram estimados quase 58 mil novos casos e aproximadamente 14 mil mortes decorrentes do câncer de mama.

Aproximadamente 100% dos casos de câncer de mama “in situ”, aquele em que ainda não há risco de invasão e metástase, podem ser curados se diagnosticados na fase precoce e a mamografia é atualmente a maneira mais eficaz de rastreamento da doença. É aconselhável que mulheres de 50 a 69 anos realizem exames de rotina anualmente.

Embora a procura pelo procedimento tenha aumentado ao longo dos anos no país, a porcentagem de mulheres nesta faixa etária que realizam a mamografia está abaixo dos 70%, média recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde de 2013 (IBGE), duas em cada cinco mulheres brasileiras entre 50 e 69 anos não fazem mamografia. O pior cenário está na região Norte do país, onde apenas 38% das mulheres realizaram o exame.

Tecnologia a favor do diagnóstico precoce

Atualmente, além da mamografia analógica, existe a mamografia digital que possibilita um diagnóstico ainda mais assertivo. Ela permite uma redução na dose de radiação e imagens com mais qualidade e precisão. De acordo com o mais recente trabalho científico do IARC (International Agency for Research on Cancer; a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer), a taxa de mortalidade de câncer de mama diminuiu em mais de 20% nas regiões onde as mulheres têm acesso a mamografias de rastreamento e em até 40% entre as mulheres que realmente participam e passam regularmente por mamografias.

Atendendo a esta demanda, a Siemens Healthineers possui em seu portfólio o Mammomat Inspiration PRIME, um equipamento de mamografia digital que realiza aquisições de imagem sem grade e permite redução de até 30% da dose de radiação, oferecendo imagens de altíssima qualidade, aumentando a confiabilidade do diagnóstico. Suas características e design foram planejados para oferecer grande conforto às pacientes durante o exame. Além da mamografia, este equipamento pode realizar a tomossíntese, um exame que faz múltiplas aquisições de imagens da mama em diferentes ângulos, e as reconstrói por meio de um software dedicado. Dessa forma, é possível fazer uma avaliação tridimensional da mama, melhorando a capacidade de diagnóstico. Os principais benefícios da tomossíntese são reduzir ou eliminar a sobreposição de tecido mamário, melhorar a definição e caracterização das lesões encontradas, reduzir as taxas de reconvocação, de falso-positivos e de biopsias, além do aumento da detecção de câncer de mama em até 43%*.

Outro equipamento é o mamógrafo Mammomat Fusion, também com tecnologia digital, que possui um fluxo de trabalho totalmente automatizado e permite adquirir excelentes imagens clínicas com o posicionamento Single-Touch, que move o sistema de mamografia entre posições predefinidas apenas com o toque de um botão. A redução de custos operacionais e a possibilidade de customização dos serviços oferecidos pelo equipamento são outras vantagens do Mammomat Fusion.

“As soluções permitem exames mais eficientes e rápidos, o que significa mais exames por dia e mais mulheres tendo acesso e beneficiando-se do rastreamento e de uma possível detecção precoce”, explica Fernanda Vidotto, Gerente de Produto na Siemens Healthcare no Brasil.

* “Performance of one-view breast tomosynthesis as a stand-alone breast cancer screening modality: results from the Malmö Breast Tomosynthesis Screening Trial, a population-based study” – Kristina Lång & Ingvar Andersson & Aldana Rosso & Anders Tingberg & Pontus Timberg & Sophia Zackrisson

 

wpid-logo-clin-peq191 (1)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: